InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Oberlin, Anthony

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Anthony Oberlin

avatar

Masculino Bissexual Libra Gato
Idade : 29
Player : Fah x)
Mensagens : 10

MensagemAssunto: Oberlin, Anthony   3/2/2016, 15:32


  • DADOS BÁSICOS

Player: Fah

Nome completo: Anthony James Oberlin
Apelido: Tony
Data de Nascimento: 12 de outubro de 1986
Local de Nascimento: Charleston, Virginia Ocidental - USA

Idiomas: Inglês como primeira língua e aprendeu Francês e Sueco no seu período de faculdade na Suécia.
Sexualidade: Bissexual
Relacionamento: Solteiro.

Antiga Profissão: Psiquiatra.
Especialidade: Anthony é formado em medicina, o que o ajuda muito a entender como as coisas podem funcionar hoje em dia, além disso ele trabalhou durante a adolescencia em uma oficina mecânica e pode ajudar a colocar carros para funcionarem e etc.
Armamentos: Carrega consigo uma faca de cozinha e um revólver simples que roubou do armamento dos seguranças do hospital.


  • VIDA

Nascido em Charleston, na Virginia Ocidental, Anthony é o filho mais velho da família Oberlin. Começou a trabalhar cedo em diversos serviços menores para ajudar com as despesas da casa e a sustentar sua irmã mais nova. Com treze anos já trabalhava em meio período na oficina mais próxima de sua casa e - tirando 10 ou 20 dólares que usava para comprar lanches na rua - entregava todo o seu salário para os pais assim que o recebia. A vida não era fácil para a família, mas Anthony nunca reclamou afinal sabia que os pais estavam fazendo o que podiam para lhe dar uma vida digna. Quando não estava trabalhando, ficava em seu quarto estudando para garantir boas notas que viriam a garantir um bom futuro em alguma universidade.
Ao completar o Ensino Médio, Anthony viu a recompensa por todos os seus estudos ao longo da vida escolar: Foi selecionado em um programa para estudantes para cursar Medicina no Instituto Karolinska, em Solna na Suécia. É claro que deixar os pais e a irmã por uma oportunidade no exterior pareceu bastante egoísta para quem passou a vida ajudando, mas ele sabia que estava indo com o objetivo de se formar em um dos 10 maiores centros de treinamento de saúde do mundo, e que logo voltaria para poder ajudar seus pais cada vez mais, e então ele foi. Foram 8 anos sem voltar para casa e ver a família, afinal os Oberlin não podiam pagar passagens de ida e volta para a Europa, e todo o pouco de dinheiro que sobrava hoje era dedicado aos estudos de Anthony, que só conseguiu voltar para casa aos 25 anos, formado em Medicina e com uma especialização concluída na área de Psiquiatria.
A estadia de Anthony em casa não surou muito tempo. Não era todos os dias que um Psiquiatra formado na Europa decidia trabalhar na Virginia Ocidental e logo ele foi contratado por um Hospital Psiquiatrico em Glenville para exercer sua profissão. O trabalho era bastante exigente: Anthony moraria no hospital, tendo poucos finais de semana completos de folga e com difícil acesso à cidades maiores que Glenville, um condado com pouco mais de 2.000 habitantes. Ainda assim, Anthony aceitou a oferta.
Em dois anos de trabalho árduo, Anthony se tornou um Psiquiatra de sucesso, ajudando no comando do corpo médico do hospital e podendo assim pagar os estudos da irmã em outra cidade, como ela sempre sonhou. Tudo estava na mais perfeita ordem, quando o mundo começou a mudar.



  • SOBREVIVÊNCIA

Pouco se podia entender do que realmente estava acontecendo no mundo: as notícias eram incompletas, o governo claramente tentava abafar a situação com o objetivo de não alarmar a população, as teorias se espalhavam na internet e nos outros meios de comunicação mais rápido do que se podia acompanhar ou controlar, adolescentes iam as ruas protestar sem saber bem contra o que ou quem. Glenville, fazendo jus ao seu status de cidade pequena, pouco se abalou em um primeiro momento. O progresso pouco chegava, e a vantagem é que os problemas também sofriam o atraso, mesmo assim o governo enviou pedidos a todos os hospitais de que começassem a controlar a comida e que mantivessem os olhos abertos aos pacientes de casos mais graves. Ainda assim, nada estava sendo explicado como deveria.
Até que um dia chegou o comunicado: O governo estava recrutando médicos do país inteiro para ajudarem nas ações militares na Pensilvânia. Com quase 200 pacientes internados e outros pacientes regulares, Anthony não conseguia pensar em deixar tudo para trás e então ele liberou todos os seus outros médicos para irem, ficando apenas com uma enfermeira ao seu lado, Noelle. Noelle era quatro anos mais nova que Anthony, recém formada em sua profissão e também preferiu ficar com os pacientes do que abandonar o hospital.
Juntos, Anthony e Noelle conseguiram manter o hospital funcionando quase perfeitamente por algum tempo, até o governo cancelar totalmente a energia elétrica. Não era fácil controlar o emocional de pacientes que já lidavam com problemas psiquiátricos tão graves e o caos logo se instalou em algumas alas, inclusive com um número incrível de fugas ocorrendo todos os dias. Agora Anthony e Noelle faziam turnos de vigia e raramente se dormia por uma noite inteira. Os pacientes, agora apenas 10, reclamavam de fome, de falta de remédios, de frio. Todos se mudaram apenas para uma ala do hospital e foi na primeira noite na nova instalação que Anthony viu um zumbi pela primeira vez.
Kristen era uma interna com a qual Anthony desenvolveu muita proximidade. Ela era quase uma criança, na verdade, com seus recém completos 16 anos, e estava no hospital desde os 12. Ela sofria de um caso grave de esquizofrenia e Anthony era uma das poucas pessoas que conseguia se relacionar com ela e entendê-la bem. Nesta noite, já bastante fraca com a racionalização de comida, Kristen roubou um frasco de remédios do escritório de Anthony e tomou todos os comprimidos antes de dormir. Morreu por overdose durante o sono, e era Noelle que estava de guarda quando a garota acordou como zumbi.
Foram os gritos que acordaram Anthony, mas não os de Noelle, e sim os dos outros pacientes que acordaram para assistir Kristen fazer de Noelle sua refeição. Sem entender o que estava acontecendo, Anthony tentou ajudar os outros pacientes a fugirem, o objetivo dele era isolar Kristen, que já havia mordido outros dois pacientes. Não demorou muito para que todos os pacientes falecessem, um a um, voltando horas depois, e Anthony aprendeu sozinho que o golpe certo era na cabeça.
Quando se viu finalmente sozinho, com muitos zumbis presos em diversas áreas do hospital, Anthony soube que era a hora de fugir. Com uma mala pronta, e algumas armas (originalmente dos seguranças do hospital), ele decidiu seguir seu caminho rumo à Pensilvânia para onde o governo tinha levado os médicos. A esperança era de que lá ele pudesse ajudar na cura do vírus que havia se espalhado.



  • FAMÍLIA E RELACIONAMENTOS

Família: A ser revelado.

Relacionamentos Amorosos:

Mark Dawson: Colega de faculdade de Anthony, Mark logo virou seu amigo por serem ambos norte americanos. Mark era de Los Angeles e foi colocado junto com Anthony em um dos quartos do alojamento. Os dois viraram melhores amigos e não demorou muito para se envolverem mais. Nunca foi um namoro, pois enquanto Mark costumava sair, Anthony ficava no alojamento para estudar, e ambos não queriam que ciúmes e compromisso acabasse com o que estava dando certo. No entanto com o fim da faculdade, Mark acabou voltando para casa e seus pais não aceitaram o romance. Aos poucos os dois se afastaram e quando Anthony foi trabalhar no hospital já não ouvia mais falar de Mark.

Mariah Miller: Psicóloga no hospital em Glenville, foi quem recebeu Anthony quando este chegou para trabalhar. Mariah era a responsável por supervisionar o trabalho de Anthony nos primeiros meses e o que antes era uma certa implicância acabou virando um romance - secreto é claro, já que ambos eram funcionários do hospital. O romance acabou quando Mariah foi com os outros médicos ajudar ao exército.


  • APARÊNCIA

1.86m e 90kg, Anthony é forte por estar sempre treinando e se peocupando com a saúde. Pele bastante clara, olhos verdes e cabelos castanho claro, embora costume usar totalmente raspado ou muito curto. Não tem nenhuma tatuagem no corpo e não usa brincos. Costumava usar terno completo no dia a dia desde que se formou, por baixo do jaleco de médico, mas desde que o mundo musou está sempre de calça jeans e uma camiseta leve, algo que não vá atrapalhar sua movimentação. Não usa e não precisa de óculos.


  • PERSONALIDADE

Anthony é simpático, ele raramente trataria mal quem viesse conversar com ele ou precisasse de sua ajuda. Costuma puxar conversa com aqueles que parecem não se adaptar, costumes da profissão. Porém raramente vai contar algo de sua vida particular ou compartilhar como está se sentindo, deixando sempre uma dúvida se esta é a pessoa que ele é de verdade. Acima de tudo, é responsável. Nunca deixaria algo abalar seu foco quando sabe que é importante que algo seja feito por ele, e muitas vezes assume a responsabilidade dos outros quando vê que estes não dariam conta de suas tarefas.



If you want it, come and take it from me, if you think you can, you still don't know me.

We've seen the fall of the elite, bury your life, take your disease.
We'll end the world when all hope is gone.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Oberlin, Anthony
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Forja de Edward Quinn - Pedidos e Vendas
» Ficha Simples de nível 2 - Anthony Winter - Earthbender
» Quarto do Anthony

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Zombie's Universe :: OFF :: Registros & Informações :: Registro de Personagens :: Fichas-
Ir para: